Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas do Novo Mundo

Depois de séculos de escuridão, os sobreviventes da grande catástrofe emergem das Arcas de Vida, gerações e gerações depois os humanos voltam a caminhar na terra, que se abram as portas do novo mundo!

Crónicas do Novo Mundo

Depois de séculos de escuridão, os sobreviventes da grande catástrofe emergem das Arcas de Vida, gerações e gerações depois os humanos voltam a caminhar na terra, que se abram as portas do novo mundo!

Blogs Portugal

O Povo da Águia Pt I

por Pinheirinho, em 12.01.17

 

No planalto de Roskard foi construída a maior muralha já edificada pelo homem, com a ajuda dos povos da floresta, os eternos Nectarianos e os humanos livres construíram o Ninho da Águia, uma gigantesca fortaleza com as muralhas em U que tapavam a única passagem entre as terras de Edervast e a floresta proibida, um local único e mágico no centro a grande árvore e o seu Nectar, quem dele bebe torna-se imortal, ou quase, os anos passam à mesma mas numa contagem diferente, cada ano de vida de um Nectariano equivale a 20 anos na vida de um mortal, a sua pele fica mais dura, o seu corpo fica maior e mais alongado, fica com uma força 10 vezes maior, mas isso só no inicio, nos primeiros 200 anos, depois vai ficando mais lento e mais parecido com uma árvore, quem bebe do se néctar também é conhecido como arbóreos.

Este povo sábio ao ver a ganancia dos homens em relação ao néctar decidiu que apenas os mais justos e merecedores tenham acesso ao mesmo, por isso construíram o Ninho da Águia para criar esse tampão e desde que foi construído viu enumeras batalhas, infindáveis conflitos, todos querem ter acesso ao néctar, todos querem beber da sua fonte, todos querem ser imortais, todos não, passo a explicar.

 

À muitos séculos atrás, ainda os deuses eram jovens Vallina a Deusa da pureza,  saúde e da esperança andou pelo mundo à procura das Arcas, com ela viajavam 2 deuses e 4 semideuses, Werdénia, a Deusa da floresta, Giorgianna, Deusa do passado, os Semideuses, Vollovina, criada pelo Deus da criação como protetora de Vallina, é invisível quando quer viajando através do vento, Develin o protetor, era também o mensageiro dos Deuses, Arkannon o mais letal dos guerreiros, o seu corpo disforme e monstruoso enche qualquer coração de medo e Sirdvar, tem o dom de atravessar paredes, entra em qualquer sitio sem precisar de porta.

Juntos palmilharam a terra em busca das Arcas, muitas estavam intactas, outras nem por isso e as pequenas rachas criaram estranhos humanoides, outras foram destruídas, mas quando encontraram aquelas a que chamaram a estrela de vida apressaram-se a abrir as Arcas, a estrela eram 5 Arcas colocadas frente a frente, os humanos que saíram do seu interior estavam perfeitos, evoluíram de forma perfeita, ficaram contentes com o achado, nos dias que se passaram dos 5 quatro quiseram abandonar aquela zona e povoar a terra, aquela terra chamou-se Edervast. Os outros 4 grupos foram-se separando cada um deles acompanhados por um Semideus e uma Deusa, Vallina acompanhou 2 grupos em busca da costa, Georgianna levou um para as terras perto do seu palácio e Werdénia levou outro em busca da Floresta, todos chegaram ao seu destino sem problemas, apenas o grupo de Werdénia e Arkannon se perderam na sua busca, o povo tinha fome, caminhavam à dias, Werdénia alimentou-os de bagas e raízes, mas não chegava, queriam mais, Werdénia sentiu-se perdida, não era ali que estava a floresta ali era um deserto, tinham escalado as montanhas de Edervast a descida foi complicada e agora atravessavam um deserto árido e sem nada para beber ou comer.

Uma jovem caiu e faleceu devido à fome e sede, werdénia começou a chorar compulsivamente, cada lágrima dela fazia brotar vegetação, olhou à sua volta e sem que Arkannon a pudesse impedir cortou os pulsos deixando o seu sangue escorrer para o chão, ali mesmo nasceu a grande árvore e a sua seiva que alimentou toda a gente, Werdénia também bebeu o seu néctar, esteve dias em coma, mas salvou o povo e criou uma floresta inteira, desde esse dia esse povo vive junto à arvore nas fortaleza do Circulo da Floresta, o último bastião entre a árvore sagrada e a ganancia dos humanos.

Nos dias que se passaram Werdénia descobriu que metade dos humanos não beberam o Néctar, com a floresta a brotar daquela forma continuaram a alimentar-se de bagas e raízes, não percebeu o porquê, não fazia sentido, decidiu questionar um dos humanos, era o mais velho de todos supôs ser o líder.

- Porque é que não beberam o Néctar?

- Porque não quisemos, havia água, havia rebentos, havia bagas, foi mais do que o suficiente, além de que o Néctar tem um cheiro estranho.

Werdénia riu com a careta que o humano fez, já tinha reparado que o Néctar tinha efeitos secundários, quem o tomou estava mais forte, mas ao mesmo tempo mais sábio, durantes dias trabalhou com esses mais sábios na busca de uma forma de beber o Néctar sem ser na sua forma bruta, para durar mais tempo e desde esse dia o povo Nectariano nasceu e aprendeu que as crianças não o podem tomar, param de crescer, só se pode tomar o Néctar depois de fazer os 25 anos, quem não bebeu de inicio bebeu depois quando chegou a Velho, criaram uma comunidade sã e pura e muito inteligente, criaram a Fortaleza da Floresta, uma fortaleza circular com 5 anéis de muralhas, a única forma de entrar é por uma das 4 portas subterrâneas cheias de armadilhas e caminhos traiçoeiros, a vegetação cresce entre muralhas e tapando-as tornando-a quase invisível, mas depois de vários ataques à mesma os Nectarianos tiveram a mais brilhante das ideias, criar uma muralha tapando o único caminho entre Edervast e a Floresta, e assim colocaram mãos à obra e construíram o Ninho da Águia, dando essa Fortaleza aos povos livres.

Durante séculos assim tem sido, os jovens vão para o Circulo Verde, nome dado pelos humanos à Fortaleza da Floresta, treinar com os melhores professores, tanto no ensino da escrita e leitura, assim como matemáticas, história e a arte da guerra.

Quando regressa ao Ninho são já exímios guerreiros, fortes e dedicados e alimentados pela força do substrato de Néctar, todos os efeitos positivos, nenhum dos negativos, não são imortais, envelhecem, apenas mais devagar, são mais fortes e ágeis e altos, mas não viram arbóreos.

Até aos dias de hoje apenas uma armada chegou às muralhas brancas do Ninho. Para isso teve de passar as planícies da Glória, conquistando-as ao fim de 25 anos de batalhas, chegaram às planícies do Ninho, mas as tropas da Águia expulsaram-no de novo da sua planície recuando até ao desfiladeiro de Trunn, hoje a sombra negra da Barragem, a fortaleza circular criada pelo povo de Edervast, paira sobre o ninho a sua construção está concluída à 2 anos e nesse tempo Lars o Negro Rei de Edervast prepara o seu ataque final.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Favoritos